Tudo sobre o PROUNI

Criado em 2004 pelo Governo Federal, o Programa Universidade para Todos (ProUni) tem como objetivo oferecer bolsas estudos integrais e parciais nos cursos de graduação em diversas faculdades privadas espalhadas pelo Brasil, facilitando assim, o acesso da população à educação de nível superior. 

Como funciona o ProUni?

Assim como os demais programas do governo, o ProUni abre as inscrições duas vezes ao ano, o que corresponde ao início de cada semestre letivo. O método de seleção do programa é baseado no curso desejado, nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e na renda familiar per capita de cada candidato. Sendo assim, para participar do ProUni é necessário que o estudante tenha alcançado pelo menos 450 pontos no Enem, não ter zerado a redação e possuir uma renda familiar bruta mensal de até 1,5 (salário mínimo e meio por pessoa). Uma vez selecionados pelo programa, os estudantes têm a chance de receberem bolsas de estudo de 50% ou 100% em instituições de ensino superior privadas. Vale lembrar, que a porcentagem da bolsa recebida é válida até o final do curso. Para saber mais detalhes sobre as normas e diretrizes do ProUni, clique aqui. 

Como se inscrever ? 

Para participar do programa é muito fácil. O estudante deverá acessar ao site do ProUni e informar CPF e data de nascimento para dar início ao processo de inscrição. Passado esta etapa, o aluno terá de preencher os campos indicados com senha e e-mail válido. Feito isso, basta o candidato selecionar as duas opções de cursos que deseja concorrer a uma vaga e passar a acompanhar as mudanças nas notas de corte que são atualizadas uma vez por dia na parte da manhã. 

Caso o estudante ainda esteja em dúvida de qual curso deseja fazer, durante o período de inscrição é possível alterar diversas vezes as opções de cursos selecionados. No entanto, ao final do prazo de inscrição, a última mudança feita será considerada a decisão final do aluno. 

Depois de realizada a inscrição, é de extrema importância que o candidato esteja ciente da documentação exigida para a confirmação da matrícula caso o mesmo seja aprovado nas seletivas do programa. 

Quem pode participar? 

Para entrar na concorrência e conseguir disputar uma vaga no ensino superior através do ProUni, é necessário que o candidato interessado se enquadre e siga alguns critérios estabelecidos pelo programa. Confira abaixo quais são esses critérios. 

  • O candidato deverá ter completado o ensino médio na rede pública ou na rede particular como bolsista integral; 

  • Para obter a bolsa integral oferecida pelo Prouni, os estudantes deverão ter uma renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 (salário mínimo e meio). Já para a bolsa parcial, o aluno deverá ter  renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos; 

  • Ter participado da última edição do Enem, não ter zerado a redação e atingindo uma pontuação mínima de 450 pontos no Exame;

  • Os candidatos que possuírem alguma deficiência, será preciso que comprovem somente a fonte de renda.

Professores da rede pública também podem participar do ProUni, basta fazer parte do quadro permanente da instituição em que leciona e ter tirado uma nota mínima de 450 pontos no Enem e não ter zerado a redação. Vale lembrar, que apenas para os docentes, não é necessária a comprovação de renda familiar. 

Nota de corte 

Assim como no Sisu, o ProUni também conta a famosa nota de corte para classificar e selecionar os candidatos que desejam usufruírem do benefício do programa. Sendo assim, o sistema informatizado do ProUni compara todos os resultados obtidos pelos estudantes que estão concorrendo a uma vaga no mesmo curso, faculdade, modalidade e turno, para determinar a menor nota que o aluno terá de alcançar para conquistar aquela vaga. 

Essa média é sempre a nota que último candidato conseguiu no mesmo curso selecionado por você. Ou seja, se o seu curso tiver apenas 12 vagas, a nota de corte será da décima segunda  pessoa. Então se você estiver entre os 12 alunos aprovados, sua vaga já estará garantida. 

Lista de Espera do ProUni

A lista de espera do ProUni é voltada para os candidatos que não conseguiram ser aprovados na primeira e segunda chamada do programa. Deste modo, como uma forma de repescagem, a lista de espera dar a esses candidatos uma chance de conquistarem através das vagas remanescentes, uma oportunidade de ingressarem no ensino superior. 

Os estudantes que optarem em participar da lista de espera, deverão acessar a página oficial do ProUni dentro do período estabelecido no calendário do programa e efetivar a inscrição. Além daqueles não aprovados na primeira e segunda chamada, serão aceitas também a participação dos alunos que foram selecionados na segunda opção de curso, mas que infelizmente não puderam fazer a matrícula por falta de turma. Vale ressaltar, que caso as vagas destinadas para cotista não forem preenchidas nas duas chamadas do ProUni, será criada uma lista de espera somente para os estudantes que estejam concorrendo na modalidade de cotas. 

Aplicativo oficial do ProUni

O aplicativo do ProUni possui um visual prático e bem estruturado, o que facilita a percepção e compreensão das informações disponibilizadas no app. De início, é possível conferir o cronograma do ProUni e criar alertas para as datas mais importantes. Criado com o objetivo de facilitar a vida do estudante, o aplicativo do ProUni dispõe de uma lista em ordem alfabética que contém todos os cursos de nível superior oferecidos pelo programa. Sendo assim, em qualquer hora ou lugar, o candidato terá acesso a dados importantes sobre a graduação que tiver interesse, como: quantidade de bolsas, instituições que oferecem o curso e muito mais. 

Assim como a página do próprio programa, o aplicativo junta todas as informações necessárias em formas de perguntas e respostas para sanar qualquer dúvida que os candidatos venham a ter. O aplicativo está disponível para os sistemas Android e iOS

Como ver o resultado do ProUni? 

Para verificar o resultado do ProUni, o estudante poderá ligar no 0800 061 6161 ou acessar o site do programa e clicar no link “ver resultado” . Ao acessar o hyperlink, o site disponibilizará para o aluno uma lista com todas as pessoas classificadas na seletiva. Contudo, no momento em que for conferir o resultado, o candidato poderá filtrar a busca por curso, turno, tipo de bolsa e município. Vale lembrar, que as faculdades participantes do ProUni também disponibilizam os resultados das seletivas do programa. Sendo assim, é aconselhável que o candidato entre em contato com a direção da instituição para  buscar saber se foi um dos contemplados com a bolsa de estudo. 

Cronograma do ProUni

Para evitar contratempos, é essencial que o estudante fique atento ao cronograma do ProUni. Através dele, o candidato poderá se informar sobre o período de inscrição, lista de espera, data de divulgação dos resultados e prazos para a efetivação da matrícula. Os prazos destinados a cada etapa do programa podem ser encontrados no edital ou na página oficial do ProUni.

Diferença entre ProUni e Fies 

Cursar o ensino superior nos dias hoje, tem se mostrado cada vez mais necessário na vida de inúmeros jovens brasileiros. Afinal, um diploma de nível superior completo, pode contar e muito na hora tentar ingressar no mercado de trabalho. Sendo assim, com o objetivo de facilitar o ingresso da geração futura nas universidades públicas e privadas espalhadas por todo o território nacional, o governo criou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e desenvolveu os programas:  Fies e ProUni. 

Fies

Criado pelo Ministério da Educação (MEC), o  Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa oferecido pelo governo que tem como finalidade ajudar estudantes de todas as regiões do país a terem acesso à educação superior. Por meio do Fies, o aluno poderá estudar pagando apenas uma taxa mensal até o término do curso. No entanto, depois de formado, o estudante deverá devolver através de parcelas, todo o valor emprestado pelo governo. 

Depois da atualização do programa, o Fies agora consiste em duas etapas diferentes de financiamento. A primeira, consiste em oferecer vagas com taxa zero de juros para alunos que possuírem renda mensal bruta de até três salários mínimos. Desta forma, o estudante passa a pagar as prestações do curso, de acordo com a atual realidade econômica em que se encontra. 

Já a segunda etapa, é destinada para os participantes que tenham renda mensal bruta de até cinco salários mínimos. Com o auxílio disponibilizado por parcerias com as instituições financeiras privadas, as formas de financiamento são definidas em conjunto com a instituição de ensino. Vale lembrar, que dependendo do banco fiador, os juros do programa podem variar. 

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi criado com o objetivo de promover a inclusão educacional e  facilitar o ingresso de jovens de baixa renda no ensino superior. Para atingir tal propósito, o programa oferece bolsas de estudo parciais e integrais em diversas faculdades do país. A bolsa disponibilizada pelo programa é válida até a conclusão do curso, mas para isso, o bolsista deverá apresentar um proveito acadêmico de 75% nas matérias cursadas em cada semestre letivo. É importante ressaltar, que os alunos contemplados com a bolsa de estudo parcial, deverão durante o curso, arcar com o restante do valor das mensalidades da instituição . Já aqueles que conseguiram a bolsa integral, não tem a necessidade de arcar com nenhum valor. Por fim, diferente do Fies, os estudantes participantes do ProUni não precisam devolver nenhuma quantia ao governo. 

Faculdades participantes do ProUni

O número de faculdades participantes do ProUni aumenta a cada edição do programa. Sendo assim, não existe uma listagem definida. No entanto, ao abrir o período de inscrição, o ProUni disponibiliza na página “faculdades participantes” e no aplicativo, a relação das instituições cadastradas no programa. Pelo app, o estudante tem a possibilidade filtrar a busca por curso, turno, nota de corte e município. 

Tipos de bolsa do ProUni

O ProUni oferece trê tipos de bolsas de estudo, sendo elas: 

  • Bolsa integral 100%: Destinada aos estudantes que possuam renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio;

  • Bolsa parcial de 50%: Voltada para os candidatos que tenham renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos;

  • Bolsa Permanência: Um benefício exclusivo para o custeio das despesas educacionais dos candidatos que foram contemplados com a bolsa integral. Os estudantes que estiverem matriculados em cursos presenciais com no mínimo seis semestres e com carga horária de seis horas diária, poderão usufruir deste benefício. Saiba mais aqui. 

Para o professores da rede pública que estejam participando do programa, o ProUni também oferece bolsas de estudo parciais e integrais. Porém, as bolsas são destinadas somente para os cursos de pedagogia e licenciaturas. 

Primeira e Segunda opção do ProUni

A primeira opção de curso do ProUni é aquela que caso o candidato seja selecionado, ele não poderá mais participar da Lista de Espera para tentar a chance no curso da segunda alternativa escolhida. Agora caso o estudante não passe na primeira opção, mas seja selecionado na segunda, ele ainda poderá concorrer na Lista de Espera para conseguir uma vaga no curso da primeira opção. Vale ressaltar, que o candidato que não se matricular dentro do prazo previsto, o mesmo perderá sua vaga no curso e não será mais possível concorrer a oportunidade de se inscrever na segunda opção de curso.

Documentos necessários para a matrícula 

Depois de passar a etapa de seleção, seja ela na chamada regular ou na lista de espera. É chegar da hora de os candidatos comparecerem na instituição em que aprovado, munido de toda a documentação para a realização da matrícula. Sendo assim, para evitar perda de tempo, adiante ao máximo toda a documentação que será exigida pela faculdade. Para conferir os documentos necessários, clique aqui.

Sistema de cotas do ProUni 

Durante o processo seletivo do programa, o ProUni reserva bolsas de estudo para pessoas com deficiência, autodeclaradas negras, pardas ou indígenas. A quantidade de bolsas destinadas aos candidatos que estão concorrendo na modalidade de cotista é de acordo com último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) de cada estado. 

Não consegui bolsa no ProUni, o que faço? 

O ProUni é um programa muito concorrido, são candidatos do Brasil inteiro. Mas não é por isso que você vai desanimar! Caso tenha feito a prova do Enem, e cumpra com os requisitos estipulados pelo programa, você pode tentar uma bolsa de estudos pelo Sisu, ou até mesmo tentar um financiamento pelo Fies. Ambos os programas têm como objetivo facilitar o ingresso de jovens no ensino superior. O importante é nunca desistir. 

O que é o SisProUni?

Assim que o aluno é aceito na instituição de ensino através do ProUni, automaticamente o sistema irá matricular o estudante no Sistema informatizado do ProUni (SisProUni). O SisProUni tem por objetivo passar informações sobre os bolsistas e instituições que participam do programa. Deste modo, é possível o Ministério da Educação (MEC) monitorar e acessar as principais informações sobre os candidatos bolsistas, como por exemplos: verificar se o aluno está indo para a faculdade com frequência, notas obtidas e etc. 

Diferenças do ProUni para o Clube de Bolsas

O papel do Clube de Bolsas é  incentivar jovens de todo o Brasil a ingressarem na faculdade de uma forma prática, segura e econômica. Sabemos que para muitos, adentrar no ensino superior pode ser um desafio e até mesmo um obstáculo, afinal, estudar exige não só força de vontade, mas também condições financeiras para arcar com os custos que uma instituição de ensino oferece. 

Por isso, disponibilizamos uma plataforma que facilita o acesso do aluno a diversas bolsas de estudos. Como assim? É bem simples de entender. O estudante não precisa realizar nenhuma avaliação ou triagem para garantir o desconto desejado. São disponibilizadas aos estudantes, bolsas com um percentual de: 20% a 70% de desconto. Fácil assim? Isso mesmo! Oferecemos diversos cursos em várias áreas, como: Direito, Administração, Odontologia, Engenharia Civil, Educação Física, Arquitetura e Urbanismo, Publicidade e Propaganda, Enfermagem, Psicologia, Fisioterapia e vários outros. 

A nossa busca por uma educação melhor é incessante, por isso, todos os dias atendemos pessoas de diversos estados do país. O Clube de Bolsas disponibiliza mais de 250 opções de cursos em todas as regiões do Brasil, sendo eles, cursos de graduação e pós-graduação. Além disso, o CB possui parcerias com várias instituições de ensino em todo o Brasil, especialmente em Brasília. Sendo assim, dentro da plataforma os estudantes podem conferir nossas principais instituições

Quer ficar por dentro de tudo sobre as melhores faculdades?