loading

Aguarde, carregando...

loading

Bolsas de estudo em Gastronomia

Gastronomia com bolsa de estudo com desconto na mensalidade

Descrição


No curso de Gastronomia os alunos aprendem a cozinhar profissionalmente, desenvolvendo as técnicas clássicas da gastronomia, como as de cozinhas francesas e italianas, e também técnicas da gastronomia típica, como a brasileira, europeia e asiática.

Basicamente as bases do curso são: alimentação, teoria e administração. O aluno não irá só aprender as diferentes técnicas da cozinha profissional, mas também sobre segurança alimentar e empreendedorismo na área gastronômica.



Guia Completo


Nos primeiros momentos do curso, o aluno aprenderá sobre o funcionamento de uma cozinha profissional, como arrumar bancadas de trabalho e nomes de utensílios. Aos poucos o curso vai abordando técnicas de corte e preparo de alimentos, diferenciação de sabores através das matérias de análises sensoriais e entre outros.

Gástrologo ou Gastrônomo:

Calma que o Clube de Bolsas esclarece: Os dois estão gramaticalmente corretos. A diferença é que o gástrologo é quem se formou em gastronomia, mas não possui experiência, e o gastrônomo é o profissional que já possui uma experiência na área. Entendeu?

Duração do curso de gastronomia:

O bacharel dura 4 anos, contendo 8 semestres.

O tecnólogo ou técnico duram de 1 a 2 anos, contendo de 2 a 4 semestres em média.

Estágio obrigatório:

Não

Diferenças entre bacharelado, técnico e tecnólogo em gastronomia

A maior diferença entre as formações são: a didática do curso e o foco profissional.

O bacharelado dura 4 anos e o diploma equivale ao de um curso superior. Possui matérias práticas, mas a teoria é muito presente. Essa graduação é voltada para quem deseja se tornar chef profissional ou trabalhar de uma forma geral em restaurantes e estabelecimentos.

O técnico dura de 1 a 2 anos, e o diploma não equivale ao de um curso superior. O técnico nessa área realiza ações mais operacionais, podendo atuar na elaboração de cardápios, escolha de ingredientes, estocagem, desempenhando trabalhos tanto na cozinha quanto na área administrativa, mas sempre voltado para trabalhos mais operacionais.

O tecnólogo possui duração de 2 anos e seu diploma equivale ao de um curso superior. Seu foco é uma formação rápida para atuação no mercado de trabalho. Por equivaler a um curso superior, o tecnólogo pode exercer com autoridade funções de supervisão, de montagem de cardápios e entre outros, mas sua formação é mais curta, não abordando assim todas as matérias de um bacharelado, por exemplo.



Onde Trabalhar


A visão mais famosa de um profissional em gastronomia é a do chef de cozinha. Isso é uma importante área de atuação que exige muito estudo e esforço. Um chef pode criar pratos premiados, poder abrir seu próprio restaurante, além de poder atuar também como crítico gastronômico.

Mas o profissional na área de gastronomia pode exercer muitas outras funções essenciais. Entre eles a elaboração de cardápios, seleção e preparo de ingredientes, harmonização de bebidas com os pratos servidos, segurança e higiene dos alimentos e, dependendo do cargo, a gestão do estabelecimento.

Na cozinha ele pode realizar o preparo dos pratos (do prato inteiro ou ser responsável por uma parte), harmonizando os sabores e temperos, ou supervisionar os preparos. Além também de assegurar a higiene e correta escolha dos alimentos.

Nas áreas administrativas, o gastrônomo pode gerenciar um estabelecimento, no controle de gastos e negociações com fornecedores, pode também coordenar as equipes, garantindo que as funções estejam divididas para melhor funcionamento da cozinha.

Segundo diretrizes do Ministério da Educação (MEC), o gastrônomo – ou gástrologo - deve ser capaz de:

  • Identificar e dimensionar equipamentos, móveis e utensílios para a montagem de estabelecimentos de alimentação;
  • Planejar atividades de produção de alimentos;
  • Planejar cardápios;
  • Organizar critérios de qualidade de matérias-primas e fornecedores;
  • Planejar e executar controles na área de produção.
  • Identificar e classificar matérias-primas utilizadas em culinária;
  • Aplicar métodos de pré-preparo e preparo adequados aos ingredientes, considerando os aspectos culturais, nutricionais e sensoriais;
  • Implantar serviços de alimentos e bebidas;

 

O gastrônomo está em diferentes ambientes na área da alimentação do nosso dia-a-dia. Em restaurantes de diversos portes, hotéis, buffets, lanchonetes, indústrias de alimentos e entre grandes empresas no setor alimentício, os conhecimentos em gastronomia são extremamente necessários.

É possível também ser um chef especializado em uma técnica específica, e existem diversas especializações possíveis. Alguns exemplos são a panificação, confeitaria, culinárias típicas, como cozinha italiana ou francesa e entre outros.

  • Chef de cozinha ou auxiliadores

Os chefs são responsáveis pela criação e preparação dos pratos, podendo ser autônomo ou não. E aqui cabe as especializações em diversas áreas da gastronomia. Os auxiliares trabalham juntamente com o chef e conhecem a ordem de produção, ingredientes, modo de preparo e apresentação de todos os pratos.

  • Gestor de estabelecimentos culinários

O gestor trabalha com a área de administração de um restaurante ou qualquer outro estabelecimento que preste serviços gastronômicos. Ele é responsável pelo recrutamento e superviosionamento da equipe de cozinheiros, chefs e outros.

  • Segurança alimentar

Nessa área o profissional irá supervisionar a escolha dos alimentos, garantindo a higiene e a qualidade dos produtos. O estoque também é da responsabilidade desse profissional, onde ele irá garantir a disponibilidades de todos os produtos.



Perfil do curso


Gostar de cozinhar é o primeiro passo. É preciso ser criativo, proativo, receptivo a críticas e ter muita vontade de aprender. Se você possui tudo isso e se imagina cozinhando em uma cozinha profissional, fique atento, pois Gastronomia pode ser o caminho certo para você.



Quer ficar por dentro de tudo sobre as melhores faculdades?